A presença da poeticidade em texto de professor sobre a cidade de Campo Grande, MS: breve análise semiótica

Andréia Reis Bacha Moriningo

Resumo


Com este trabalho, busca-se explicitar a intencionalidade do enunciador ao apresentar um mundo construído pelo discurso, relacionado ao objeto cidade que se encontra subjetivado por sua visão e elaborado textualmente por procedimentos de conteúdo e expressão que produzem um efeito de realidade. Nesse caso, buscamos analisar, com base na semiótica discursiva e considerando alguns aspectos relevantes do plano de expressão em sua relação com os do conteúdo, o poema Moreninha Morena Moderna, texto que compõe a obra Campo Grande em prosa e verso. Para tanto, recorremos ao postulado dos sistemas semissimbólicos, que explica os efeitos de sentido gerados quando uma categoria do plano da expressão correlaciona-se a uma categoria do plano de conteúdo, produzindo o que se denomina poeticidade. Como mecanismo teórico e analítico, os sistemas semissimbólicos oferecem condições de discussão que giram em torno do papel da percepção sensorial na construção do sentido. É por meio da expressão que os temas do conteúdo são concretizados sensorialmente, ou seja, um novo saber sobre o mundo passa a ser instaurado. É nesse sentido que, no poema apresentado, o mundo (a cidade) passa a ser visto a partir dos pontos de vista de um “ eu poético” que o repensa, recria e reinventa nas palavras.

Palavras-chave: Poeticidade. Semissimbolismo. Semiótica discursiva. Isotopia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.